Tópicos

Entenda como a Costa Rica ficou 3 meses livre de combustíveis fósseis

07 de Julho, 2015. Por Guilherme Farias

Os noticiários recentes no Brasil têm dedicado bastante espaço para a crise energética que estamos passando, especialmente o impacto desta crise no preço da eletricidade. Uma das principais causas das elevadas tarifas é o aumento no consumo de energia produzida por usinas abastecidas por combustíveis fósseis, como carvão e óleo.

Aqui bem próximo, na Costa Rica, país localizado na América Central, a realidade é completamente diferente. No início deste ano, toda a população costa-riquenha consumiu energia elétrica durante 3 meses sem gastar uma gota de petróleo para produzir a eletricidade. Quer saber como isso foi possível?

MATRIZ ENERGÉTICA RENOVÁVEL

Energia geotérmica

Para começar, a Costa Rica possui uma matriz energética extremamente limpa. Cerca de 80% de toda a energia utilizada no ano passado foi proveniente de fontes hidroelétricas, enquanto 10% veio de fontes geotérmicas.

Por estar localizada na região do círculo de fogo da América Central, o país possui uma grande capacidade de geração geotérmica. A principal planta de geração é a usina de Miravalles, localizada nas ladeiras do vulcão de mesmo nome. Com essa usina, a nação produz hoje cerca de 165 MW somente com fontes geotérmicas e já há planos para expansão.

O potencial hidroelétrico da Costa Rica é de aproximadamente 25,4 GW, sendo que cerca de 1,51 GW desse potencial são realmente utilizados para gerar energia. Comparativamente, o Brasil possui capacidade instalada de 82,5 GW e produz 78,8% da energia consumida. Entretanto, nosso país utiliza mais de 10% de geração à base de termoelétricas – e esta proporção só vem aumentando.


INCENTIVOS ÀS FONTES RENOVÁVEIS

Planejamento energético

A Costa Rica tem incentivado a utilização de energia produzida através de fontes eólicas e solares. Algumas medidas como isenção de impostos de importação e de comercialização sobre os equipamentos necessários para produção deste tipo de energia são aplicadas. Além disso, o sistema de compensação de energia é utilizado para a pequena geração residencial ou comercial, como ocorre também no Brasil. Neste sistema, toda energia que é produzida e que não for consumid, é emprestada para a empresa distribuidora de energia e transformada em crédito para o consumidor.

Com todos os incentivos a postos, o crescimento da capacidade instalada de geração eólica foi de 162% nos últimos 5 anos, saindo de 74 MW em 2008 para 194 MW em 2013. A energia solar ainda representa uma porção muito pequena da produção energética do país, com menos de 2 MW instalados – mas essa potência está crescendo, principalmente nas instalações residenciais.


MUITO PLANEJAMENTO

Costa Rica

Todo o avanço que a Costa Rica vem obtendo no uso de fontes renováveis não é por acaso. Na verdade, ele é fruto de muito planejamento e esforço do governo para transformá-la em um país com neutralidade em emissão de carbono até 2021. Isso significa que todo o carbono emitido pelo país deve ser compensado de alguma forma.

Se de um lado existem incentivos e construção de infraestrutura para geração de energia limpa, por outro existe um extenso trabalho de reflorestamento. Em 1983, 21% do território costarriquense era coberto por florestas, cerca de 10 mil km². Em 2012, esse percentual cresceu para 52%, (ou cerca de 26,5 mil km²).


E UM POUCO DE SORTE

Choveu bem na Costa Rica

Mesmo com todas as políticas voltadas para o uso de fontes renováveis, um pouco de sorte sempre ajuda. No caso costarriquense, a grande quantidade de chuvas que caiu no país recentemente ajudou a encher os reservatórios, fazendo com que as usinas funcionassem a pleno vapor – de água, é claro.

Além de todo o benefício ao meio-ambiente, o caso costarriquense também demonstra outra coisa: o uso de energia gerada por combustíveis fósseis é caro. A agência reguladora de energia do país calcula que o custo da eletricidade para os consumidores caiu cerca de 15% com o aumento do uso de energias limpas. E também houve cortes de gastos para o governo, que deixou de importar combustíveis fósseis para a geração de energia.


E você, o que achou da conquista da Costa Rica? Assine nossa newsletter, acompanhe nossas redes sociais e veja como a Enova está ajudando o Brasil a seguir o mesmo caminho.

Voltar